Querência-MT a 18ª cidade mais rica do agro no Brasil.

por Rafael Spanholi publicado 04/01/2022 17h01, última modificação 04/01/2022 17h01

QUERÊNCIA – Nesta segunda-feira (03), o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento emitiu um documento a nível nacional que mostra os 100 maiores municípios do agro por ordem do valor de produção.

A maior parte dos municípios com maior valor da produção situa-se em Mato Grosso. Mas os estados de Mato Grosso, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul, contém a maioria dos municípios classificados entre os 100 mais ricos. O estado de Mato Grosso tem 35 municípios.

Os 100 municípios classificados geraram em 2020 um valor da produção de R$ 151,2 bilhões, 32,0% do total, estimado em R$ 470,5 bilhões.

O destaque desses municípios se dá pelo elevado valor da produção agropecuária e pelo valor do PIB municipal.

Outros trabalhos mostram que esses municípios têm apresentado taxas de crescimento do emprego acima da média do estado correspondente, e também renda per capita superior à média. Do mesmo modo, outro indicador como o IDH dos municípios analisados, é considerado elevado.

Principalmente em Mato Grosso, a Agropecuária tem participação relevante no PIB do estado, estimada em 21,36%.

A cidade de Querência novamente se destaca estando em 18ª posição do ranking nacional dos 100 municípios mais ricos do agro. Em 2020 Querência produziu cerca de R$2.167.520 (DOIS MILHÕES CENTO E SESSENTA E SETE MIL QUINHENTOS E VINTE REAIS) enquanto em 2019 foi de R$1.553.175 (UM MILHÃO QUINHENTOS E CINQUENTA E TRÊS MIL CENTO E SETENTA E CINCO REAIS).
Outras cidades do Vale do Araguaia também aparecem no ranking; Canarana-MT (37ª), São Felix do Araguaia-MT (38ª), Gaúcha do Norte-MT (51ª), Água Boa-MT (78ª), Novo São Joaquim-MT (93ª) e Bom Jesus do Araguaia-MT (97ª).

Sorriso, que é o líder na geração de valor, a agropecuária representa 26,65% do PIB do município, e Sapezal, líder na produção de algodão representa 53,17% do valor do PIB municipal.

Vale lembrar que a posição do desenvolvimento de Querência pode mudar após a instalação da indústria de etanol com o aumento da população e a aceleração de produção e comercialização.

Nesse exemplo, mais da metade do PIB municipal provem da Agropecuária.

Soja, algodão e milho são os principais produtos responsáveis pelo sucesso desses municípios, pois carregam elevados níveis de tecnologia e de produtividade. Do valor da produção obtido pelo município de Sorriso em 2020, 52,0 % foi obtido pela soja e 35,0% pelo milho.

São Desidério (BA), segundo maior produtor de algodão herbáceo, teve 38,3 % de seu faturamento proveniente desse produto. O município de Sapezal, maior produtor de algodão herbáceo do país, teve 35,5 % de seu faturamento vindo da soja e 54,4 % do algodão herbáceo.

Fonte: IBGE/MINISTÉRIO DA AGRICULTURA/RÁDIO INTERATIVA FM

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.